Secretaria investiga envenenamento de mangueiras em Belém

Redação Por: Redação

Mundo Novidades

Publicado em 15/05/2019 12:27h

Secretaria investiga envenenamento de mangueiras em Belém

Quem matar ou lesar uma árvore localizada em vias públicas da capital pode ter de pagar multa de até R$ 10 mil reais. Denúncias podem ser feitas à Semma.

A Secretaria Muncipal de Meio Ambiente (Semma) investiga novos casos de envenenamento de árvores em Belém. Segundo o órgão público há mais de 120 mil árvores na capital e elas são essenciais para a qualidade de vida na cidade, quem lesioná-las pode sofrer sanções, incluindo o pagamento de multa de até R$ 10 mil reais.

De acordo com a Semma em uma vistoria recente uma mangueira localizada na avenida Braz de Aguiar foi encontrada com sinais de envenenamento e outro caso foi registrado na avenida Conselheiro Furtado, ambas estavam em vias do centro de Belém.

Uma engenheira agrônoma do Departamento de Áreas verdes da Semma, afirma que na última poda a árvore localizada na avenida Braz de Aguiar estava bem , mas agora, foi encontrada seca e sem copa “aparentemente envenenada”, declara Andréia Vilhena.

Já a árvore localizada na avenida Conselheiro Furtado na esquina com a Alcindo Cacela foi encontrada com a raiz coberta por cimento e está em frente a uma obra. Sem folhas, apenas o tronco da mangueira permanece no local.

Ainda segundo a Semma, vários casos semelhantes têm sido encontrados na capital paraense, conhecida como “cidade das mangueiras”. Em Belém as mangueiras e samaumeiras são tombadas como patrimônio histórico e ambiental da capital desde o ano de 1994.

Em 2018, ao menos 14 casos de envenenamento e remoção ilegal de árvores da capital foram acompanhados pelo órgão municipal. Na maioria das vezes, são usados produtos tóxicos que causam danos irreversíveis ao vegetal.

Mas a prática pode trazer consequências ao responsável. Isso porque quem envenena, poda irregularmente ou retira uma árvores localizada em via pública comete infração prevista no Manual de Arborização Urbana de Belém e pode ter de pagar multa, além de ter de repor a árvore morta.

“O valor mínimo de multa aplicada é de R$ 1 mil, podendo chegar a R$ 10 mil. Esses valores podem dobrar, dependendo da gravidade da infração ou em caso de reincidência”, informou a chefe da Divisão de Monitoramento e Fiscalização da Semma, Juliany Frazão. Quem desejar pode denunciar esses casos na sede da Semma, que fica na travessa Quintino Bocaiúva, número 2078, das 8h as 13h.

Comentários

Deixe seu comentário abaixo sobre esta notícia:

É Notícia Metropolitano - Blog de Notícias